terça-feira, 14 de fevereiro de 2017

TÓPICO UM
SUPORTE DE COMPUTADOR /LEITORIL

Atividades Propostas:

1. Explorar os recursos deste tópico
2. Construir um (ou mais) suporte de computador ou leitoril, seguindo um modelo à escolha
3. Partilhar no fórum do tópico uma ficha com a descrição do processo de construção, ilustrado, adotando o template.
4. Atualizar o e-portefólio



Atividades Realizadas:


Ficha de construção de produto:   Clique aqui




videoVídeo - Suporte de smartphone:    


       
TÓPICO INTRODUTÓRIO


Atividades Propostas:

Atividades
1. Ler o guião do curso e ver o vídeo de introdução
2. Constituir a equipa do CRTIC e partilhar a sua composição no fórum
3. Criar e-portefólio de equipa (de preferência, organizado por tópicos)
4. Explorar os recursos reunidos em Pinterest
5. Adquirir/preparar os materiais necessários para a realização das atividades


Atividades Realizadas:




Identificação da equipa - Ana Paula António/Carlos Ferreira/Paulo Sousa

URL do e-Portefolio -   micaoscar.blogspot.pt

segunda-feira, 9 de janeiro de 2017


Curso Faça você mesmo - Produtos de Apoio (2017) 

(Nota Introdutória)


A partir de hoje (09/01/2017), os trabalhos publicados  neste blogue são da responsabilidade do CRTIC das Caldas da Rainha  (representado pelos professores: Ana Paula António e Carlos Ferreira) no âmbito do Curso Faça você mesmo - Produtos de Apoio (2017) promovido pela Direção Geral de Educação.

Logótipo do C Rtic das Caldas da Rainha

sexta-feira, 24 de junho de 2016


TÓPICO CINCO
AVALIAÇÃO

Atividades Propostas:

Solicitamos uma reflexão global e retrospetiva sobre a organização, o processo e os produtos, que deverá ser partilhada no fórum deste tópico, por cada equipa.


Atividades Realizadas:


Reflexão Final



       A pertinência e utilidade deste curso para os elementos dos CRTIC é evidente e, por isso, é de saudar a iniciativa da DGE (através da Dra. Ida Brandão).
     O plano do curso e a sua organização parecem-nos claros e adequados, bem como a calendarização, isto numa perspetiva teórica. Teórica porquê? Porque na prática há detalhes que acabam por complicar o que em princípio é muito simples. Refiro-me ao facto (pelo menos para nós) de o terceiro período ser muito preenchido em termos de solicitações para avaliações de alunos (com todo o trabalho anterior e posterior que uma avaliação implica), ora isto veio colidir com aquilo que para nós foi o mais difícil deste curso - a aplicação prática das regras da acessibilidade na construção de um site/blog. Assim, tivemos de optar e é certo que o curso teve de ficar em segundo plano. Por isso, a nossa sugestão é que os módulos mais difíceis e/ou morosos se situem no início do segundo período para permitir uma gestão mais adequada de todas as nossas tarefas.
     Do anteriormente exposto decorre que a nossa maior dificuldade se situou no Tópico quatro, mas simultaneamente esse foi um dos assuntos que nos pareceram mais relevantes. De facto, a questão da acessibilidade Web é primordial e gostaríamos de a dominar, mas para leigos em HTML tudo é ainda muito confuso e acaba por emperrar às vezes em minudências (para quem domina a linguagem, claro). Por nós, seria interessante um novo curso que aprofundasse este tópico, mas começando do princípio, isto é, indicando os instrumentos mais adequados para criar uma página ou um blog. Por exemplo, os principais erros que o Access Monitor detetou no nosso e-portefólio eram devidos à estrutura do Blogger e por isso muito mais difíceis de resolver, mas utilizar modelos padronizados (neste caso do Google) é o mais acessível para principiantes. Contudo, o que estamos a propor não é um “Curso e-Acessibilidade II – estudos aprofundados”, mas sim um curso centrado no Tópico quatro mais desenvolvido e que possa ser compreendido e seguido passo a passo por uma “criança com cinco anos de idade”.        
     De resto, tentámos responder empenhadamente a todas as solicitações deste curso e reafirmamos a nossa disponibilidade para colaborar com todas as iniciativas que visem melhorar as competências dos elementos dos CRTIC.

TÓPICO QUATRO
WEBSITE ACESSÍVEL

Atividades Propostas:

-Construção de website, como e-portefólio retrospetivo e reflexivo do curso, observando as regras de acessibilidade.
-Revisão/correção do website do CRTIC, submetendo-o ao validador de páginas Web.



Atividades Realizadas:


Criação/Correção/Validação de websites




       1- O URL do presente e-portefólio é: micaoscar.blogspot.com
Tentámos construí-lo de acordo com as regras de acessibilidade indicadas nos primeiros tópicos deste curso e optámos por tentar fazer este exercício sem ajuda de terceiros para tentar perceber a mecânica envolvida no processo e ganhar autonomia neste domínio.
Seguidamente submetemo-lo ao Access Monitor e o resultado não foi nada brilhante. Observámos as instruções que o Access fornece e conseguimos resolver uma série de problemas (texto alternativo em imagens, vídeo, links; supressão de elementos redundantes; consistência de estilos; etc).
Nova submissão e verificou-se alguma melhoria (Cf. Relatório em anexo) embora não satisfatória. Reparámos que grande parte dos erros subsistentes se deviam à estrutura automática que o Blogger cria e não aos conteúdos por nós introduzidos. Pior, corrigir estes erros mostrou-se muito difícil e seguir os conselhos do Access Monitor foi entrar num labirinto interminável e sem saída. Perante isto tentámos obter alguma colaboração de colegas de informática para nos indicarem o caminho, mas deparámos invariavelmente com desconhecimento do tema e algum desinteresse e então quando se falava de HTML as respostas tornavam-se ainda mais evasivas. Pelo menos percebemos porque razão a alteração/criação da nova página do CRTIC de acordo com a WCAG 1.0/2.0 tem encontrado tantas dificuldades.
Dada a impossibilidade em conciliar as outras tarefas do CRTIC com estas inesperadas dificuldades no tópico 4 e a aproximação do fim do prazo do curso a tarefa de correção não está concluída e é algo que iremos prosseguir.
Por curiosidade submetemos alguns sites teoricamente insuspeitos ao validador e constatámos que também estes não passavam nos testes, o que não servindo de consolação pelo menos deu-nos a consciência de que isto não é uma tarefa fácil para ninguém. 
2   2- Como se percebe pelo que acabámos de enunciar (página em construção) não faria sentido submeter o atual site do CRTIC das Caldas da Rainha ao validador, contudo, ainda tentámos fazer algumas correções, mas sem significado no resultado final.

     
      Relatório preliminar clique em: Acess Monitor






segunda-feira, 21 de março de 2016

TÓPICO TRÊS
VÍDEO E LEGENDAGEM

Atividades Propostas:

Explorar os recursos do tópico três e o Pinterest Produção Vídeo.
Filmagem do vídeo, seguindo o storyboard concebido no tópico um, edição no Windows Movie Maker (WMM), legendagem e publicação no Youtube:
a. Atividade do CRTIC (por exemplo: tutorial de exploração de software; demonstração de construção de dispositivo de apoio, etc);
b. Caso de aluno (e-book).

Atividades Realizadas:


Vídeo/Edição/Legendagem/Publicação no Youtube

URL do vídeo:  https://youtu.be/4tIz2iJJcGY

Para ver o vídeo, deve clicar na hiperligação - Formar é promover 




sexta-feira, 5 de fevereiro de 2016




TÓPICO DOIS
ÁUDIO

Atividades Propostas:
Explorar os recursos do tópico dois (vide outros no Pinterest Produção Vídeo).
Narrar e gravar no Audacity um dos casos do e-Book, como alternativa ao texto, introduzindo efeitos sonoros ou música de fundo.
Recolher testemunhos/entrevistas relacionadas com os casos do e-book e/ou vídeo a produzir
Editar no Audacity.
Publicar no SoundCloud ou Audioboom e partilhar os links no fórum.

Atividades Realizadas:
Caso para o e-Book (clicar em caso J): Caso 'J'
Entrevista (clicar em Entrevista Caso J): Entrevista - Caso 'J'
URL (clicar nas hiperligações seguintes):








Imagem de uma gravação audio